São Paulo

William Amorim

7 minutos de leitura

Nos últimos posts, nós estudamos a concentração de ozônio na cidade de São Paulo, descrevendo o processo gerador desse gás na camada mais baixa da atmosfera, analisando a sua sazonalidade ao longo do ano, da semana e dentro de cada dia, e investigando a sua associação com variáveis climáticas.

William Amorim

3 minutos de leitura

As condições climáticas são a principal fonte de variação dos níveis de poluentes atmosféricos numa determinada região. Como vimos neste post, a luz solar, por exemplo, tem papel fundamental na formação do ozônio, sendo esperado que em dias com pouca luz, as concentrações de ozônio sejam menores. É natural supor que outros fatores, como chuva e o vento, também operem a sua influência, sendo fundamental levarmos essas variáveis em conta na hora da análise.